28/05/2009

-algumas verdades que só descobrimos vivendo..

e mais uma vez paro para falar sobre as pessoas e a relação humana, deveria de uma vez fazer sociologia e já era.. mas não é esse o ponto.
é essa mania de analisar à tudo e à todos, estão todos ali, vivendo suas vidinhas, assim como eu, a diferença [talvez] é que eu SEMPRE paro pra pensar e observar a reação dos outros, ouvir conversas alheias, ler livros dos sujeitos do meu lado no metrô, reparar naquele que está chorando no canto.. é uma enorme falta do que fazer, mas é incontrolável.
esses dias parei para pensar sobre a questão da confiança. não sei se tem muito o que se dizer sobre isso.. confiança entende-se por ter fé ou esperar algo de alguém. isso é bem simples, na verdade.. complicado fica quando essa tal confiança é traída.
oras, confiança é uma faca fina de 2 gumes: respeitá-la ou traí-la. ponto.
se é respeitada, não tem nem o que discutir-se, mas se é traída.. entramos em outros pontos. mas sabe, depende de quem trái.. se é um colega, um conhecido, um fulano do trabalho, um qualquer não tem tanto problema, por consequência vem a raiva e o desprezo. corte de relações como resultado.
agora, se é um irmão, um melhor amigo, um familiar próximo.. o buraco é BEM mais embaixo.
vivemos num mundo onde é tão comum um passar por cima do outro pra subir na vida sem pensar nas consequências e visar apenas o próprio umbigo que essa questão da confiança virou algo tão descartável quanto o amor, nos dias de hoje. pleno século 21 e ainda não sabemos AMAR e nem CONFIAR, porque o "eu te amo" de hoje pode virar o "vamos terminar" de amanhã, e a confiança de hoje pode virar a traição de amanhã, então é melhor ter por filosofia de vida uma frase tão citada no seriado Lost: "viver juntos, morrer sozinhos", né?!
o porém disso tudo é que, novamente, nada é tão simples assim, como diz a frase. viver num mundo com sei-lá-quantas-mil-pessoas fez de todos nós seres humanos com necessidade de companhia, a solidão não é bem encarada por ninguém, tanto num convívio social como na visão pessoal, NINGUÉM gosta de ser sozinho, fato consumado. passamos a vida toda, desde pequenos, atando relações com nossa família, desconhecidos que tornam-se amigos, estranhos que tornam-se namorados, personagens queridos de histórias inventadas, animais de estimação.. as pessoas mais sozinhas do mundo sempre têm um cachorro, ou um livro de estima, ou seja, nós buscamos companhia, logo.. buscamos a confiança naquela companhia! seja ela quem, qual ou o que for!
confiança todos queremos, buscamos e precisamos, e às vezes quando traída, porque na vida isso acontece diversas vezes, precisamos ter forças para entender os motivos, ver o que vale a pena tirar de tal situação e seguir em frente.
por pior que seja, a verdade é que todos traímos a confiança de algo ou alguém pelo menos uma vez na vida, sei lá se isso é regra, mas que atire a primeira pedra quem já não o fez, sem intenção ou intencionalmente.. o que dá para tirar de aprendizado é: confiança uma vez quebrada, depende de quem a quebrou juntar os cacos e reconstruí-la, porém confiança quebrada, jamais será igual.

16 comentários:

Tchezar disse...

Muito bacana seu blog e seu texto.

Agora estou voltando do horário de almoço e não vai dar para ler mais coisas, mas eu volto aqui para acompanhar mais coisas.

E eu penso que a humanidade e o padrão de sociedade que foi criado ou imposto é uma coisa que infelizmente não deu certo e não vejo muita solução para isso. teria que acabar e começar tudo de novo ou haver uma grande revolução...

MoizaCARTUNS disse...

Relações humanas são sempre complicadas, até entre amigos e apaixonados. Confiança, então... pior. Como adquiri-la? Como não trai-la? Mtas vezes, basta a situação nos empurrar e, pronto - lá estamos, traindo a confiança até daqueles que amamos.

Adoro Sociologia... mas o post tem mais a ver com psicologia, né? Saber porque a sociedade foi criada, e quais as bases de sua sustentação, é ótimo. Mas procurar conhecer cada indivíduo em particular e as razões de suas atitudes é melhor ainda.

Sou do tipo que sabe que as pessoas são difíceis mesmo, e não tem como mudar isso. Se traem minha confiança, mas, depois, arrependem-se de verdade, acho até fácil voltar a confiar nelas.

Ahhh... e valeu pela visita e comentários no meu blog de tirinhas MUTUM :)

Abração o/

/kids_dreams disse...

minha mãe sempre dizia: "você nasce sozinha e morre sozinha. seja indivudualista."

humor_companhia disse...

Legal o texto e o blog


http://humorcompanhia.blogspot.com/

mADAME F. disse...

Ééé... Infelizmente...

mas o jornalismo explica um pouco disso... Essa coisa da interpretação, por exemplo, ela é singular, de maneira única para cada pessoa... E isso acaba em reações adversas, não importa o que seja.

(Achei vc na comunidade do Orkut e vim comentar!)

Passa lá: http://espelhoinverso.blogspot.com/

Abraços!

(Adorei o nome do seu blog!)

Diogo Stanley disse...

muito maneiro o textoo

http://diogostanley.blogspot.com/

Pedro Amaral disse...

ótimo blog, ótimo texto

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

Diego Janjão disse...

uoh!

da hora o texto,mas o q gostei mais foi o desenho do título...

foi vc qm desenhou???

Parabens...

Natty disse...

Se quisermos confiança, temos que passar confiança! beeijinhos linda!

Thaty disse...

Como diz Mário Quintana: Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.


Retribuindo a visita. Mto obrigada pelo comentário.
Nossa eu amo mesmo qdo comentam no meu blog, afinal quem não gosta?
As histórias contadas, são lembranças malucas de cinco amigas que depois de sofrerem desilusões amorosas resolveram viver a vida e se deixar viver.
Ainda procuramos o principe encantado ou ogro de pegada forte (detalhe).
Qto a continuação da viagem????... Aguarde terá novos capítulos...

Bjos gelados de sampa.

Pati disse...

Ótimo texto!

Críticas de cinema, www.cafedefita.blogspot.com ;*

Mash P L Cobain disse...

ta cheia dos comentarios heim ahahhauhuahua

eu ja tinha lido, mas nao tinha comentado... pq sei oq deu inicio ao texto, e por alguma razao eu kis me abster de comentar...

é só que confiança é msmo algo estranho... e nao queria q a nossa se abalace...

C. disse...

A vida às vezes é assim mesmo.

Cláu disse...

Seria bom se eu soubesse equilibrar minha mente e meu coração!!!

Bjo

Cláu disse...

Seria bom se eu soubesse equilibrar minha mente e meu coração!!!

Bjo

Téka disse...

realmente eh o q estamos vivendo..hj infelizmente...Confiança e amor..nao existe mais!!